Te vestir. Não te avistar.




Olha, eu tenho vivido dias revirados só porque ás vezes, quando esfria, eu sinto sua falta. E esses dias revirados têm sido puro inverno.  Engraçado como a melancolia vem junto com o vento.  Entrei no clima do revira-volta, revirei o ármario, a agenda, a gaveta fui me agasalhar do frio, e me vesti de você! INFERNO! Até escutei sua voz falando baixinho, que essa seria uma boa rima. Inverno -inferno, que agora tem o mesmo endereço. Até pensei em no seu sorriso bobo quando eu chegasse pra contar que em cada linha desse texto eu parei pra olhar o visor do celular imaginando uma nova mensagem!

Eu te vesti quando fui pro sofá liguei o dvd e não quis ver um drama, escolhi um romance desses mal produzidos, mal legendados e com fim sempre tão igual. Então o seu eu que agora estava em mim, me dizia que nosso fim seria diferente, que nosso filme era gravado no olhar um do outro, sem flash, sem platéia, sem rodeios!

 Dormi no sofá. Acordei com sua voz que me chavamava só em mente, me pedindo baixinho pra não me despir de você, porque no frio a casa é grande demais pra andar com a alma nua! Qualquer acordo bobo que a melancolia fizer com o vento, pronto. Resfriado ataca a alma. Congela o pensamento. E deixa a gente por dias deitada na cama chorando com a trilha da novela. E por isso eu me vesti ainda mais de você.

Dormi bem com o abraço que você dava na minha alma, que era feito pelos meus próprios braços. E sonhei outra vez que tua alma ocupava espaço na minha casa, e minha casa era o que batia em seu peito. Acordei outra vez com sua voz me chamando baixinho, num timbre que só você alcança, e então fui tratar de ser o eu que só você tem.

 Preparei o café forte, montei mesa pra dois e você me acompanhou. Dois copos na mesa, dois lugares, dois pratos, dois croassaint , e um corpo. Bebi duas doses de café, bebi no teu copo, te vesti no meu corpo, e me alegrei em mim. Olhei pela vidraça e o inverno de ontem tinha ido embora e achei que era hora de você ir também. E você disse baixinho que podia ficar mais, que queria ficar mais, e que a gente valia mais. E te vesti outra vez.

Te vesti quando fui até a varanda só pra ver a gente sentados na escada, ouvindo a musica que era mais minha do que sua, mas a gente dizia que era nossa! Te vesti quando tocou o telefone eu atendi e disse que não estava, porque quando estou contigo não estou pra ninguém, não estou pra nada.

 E tua veste me fez companhia por tantos dias, que estavam só por fazer. E a casa foi mais quente, a mesa mais bem posta, os filmes mais inusitados, a varanda mais querida, e eu tão mais amada! E você passou a ser minha roupa favorita, te vestia pra ir à feira, te vestia pra ir a festa, te vestia pra dormir.

E te vesti tantas outras vezes, te vesti sempre, te vesti de novo. E dizia que era sempre a ultima vez, porque morrer de frio é doloroso, e doloroso foi quando eu vi que de tanto te vestir estava por morrer de amor! E morri outra vez!

Morri de amores, morri de dores, morri só por morrer. Não, não estou dizendo que te vestir tenha sido ruim, me vestir de você era maravilhoso. Ruim era quando eu lembrava que só te vestia e não te avistava em canto nenhum. E foi então que fechei a vidraça, porque o inverno chegava outra vez.


P.S: Desculpa a demora em postar novamente! Espero que leiam, beijos.

15 Comentários:

  1. Adorei o texto!
    Beijos
    Duda

    http://fashiondudaah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não faz mal ehehe
    hum pois.. Londres :p é lindo, e obrigada eheheh (:
    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Promoção no My Life: “A little bit of My Life”, é só deixar o seu nome, nome do blog e url do blog aqui http://mylife-rapha.blogspot.com.br/2012/07/a-little-bit-of-my-life.html , que um texto seu será divulgado lá, com autoria claro. Os detalhes estão no link acima.

    Beijos e otima semana :)

    ResponderExcluir
  4. A parte ruim vem depois, quando a gente cai na real e percebe que era só uma imaginação. Ainda que a gente imagine por querer, só pra sentir aquilo de novo, mais uma vez reviver o que ficou guardado. As vezes, na verdade muitas vezes eu me pego olhando o vazio e imaginando o que já passou, o que não poderá mais voltar, e no fim, sempre acabo com uma chuva sobre meus olhos de vidro. Então, acho que pra evitar esse fim, devemos andar de janelas fechadas para certas coisas, assim as chuvas de inverno não nos pegará desprevenido, entende? (rs), fui longe.
    Bonito seu post.

    (Sobre meu comentário passado, bem, disse que iria lhe fazer uma tema, pra dá uma cara nova em seu blog, um desing novo, já até comecei e queria perguntar se você não gostaria de dar algumas sugestões, tipo, do seu gosto.)

    ResponderExcluir
  5. Você tanto que se vestiu dele no inverno, se aqueceu, e se esqueceu de se vestir de você que por certo era o calor mais adequado. Se vista de você e não de amores alheios. Eles se desgastam com o tempo, ficam velhos, acabam. Nós nos reinventamos.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Meu deus, como escreves bem. Adorei a forma como usaste as palavras neste texto cheio de metáforas!

    ResponderExcluir
  7. nossa escreve muito bem
    muito mesmo
    texto longo, me senti desanimado de ver e comecei
    e fui me prendendo ao romantismo leve sem dramas

    ResponderExcluir
  8. adoorei o texto, lindo e envolve quem lê, parabéns

    "Morri de amores, morri de dores, morri só por morrer."

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Perfeito esse texto. Seu post foi publicado já no meu blog, obrigado por participar da promoção e parabéns.

    Beijos e otimo final de semana.

    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. você já conhece o meu blog?

    www.diariogarotaloucalouca.blogspot.com.br/

    adorei seu blog
    sucesso!

    ResponderExcluir
  11. ótimo texto, sem muito excesso de 'amores' e algo bem "objetivo" (ao meu ver)
    parabéns Tainá
    http://amaralstarlight.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ola, tudo bem?
    Passando aqui para avisar que a enquete no meu blog, de qual foi o melhor texto da promoção a little bit of my life, já começou. Lembrando que quem tiver mais votos terá um mês de destaque no meu blog. Boa sorte.

    Beijos e otima semana.

    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. me lembrou naquela instante da pitty
    é muita dor não


    espero que tenha passado ja que esse texto é antigo abraços

    ResponderExcluir
  14. Bom Dia *-* passando pra avisar que atualizei meu blog
    http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

a frequencia da diversidade, ou apenas os complementos para os meus insanos pensamentos,ou o conforto de saber que me escutam.

 

theme